DISCURSO DIRETO E INDIRETO

Vamos relembrar o discurso direto e o discurso indireto?

Num texto, o leitor pode conhecer as palavras e os pensamentos das personagens pela sua própria voz ou através do narrador que reproduz essas palavras ou pensamentos.
Assim, num texto narrativo (por exemplo), podemos conhecer as falas das personagens de forma direta ou de forma indireta.

Discurso Direto: As personagens falam diretamente umas com as outras, em diálogo. Num texto narrativo, cada fala constitui um parágrafo introduzido por um travessão.
Exemplo: – Não fiz os trabalhos de casa. O professor não vai ficar contente.
– Não te preocupes. Eu também me esqueci.

Discurso Indireto: As personagens não falam diretamente mas sim através de um narrador. Ou seja, é outra pessoa que vai contar o que a personagem disse.
Exemplo: O João disse-me que não tinha feito os trabalhos de casa e que o professor não ia ficar contente. Eu respondi-lhe que eu também me tinha esquecido.

Como vemos nos exemplos anteriores, a passagem do discurso direto para o discurso indireto implica, obrigatoriamente, algumas alterações.

Vejamos quais são essas alterações obrigatórias:

Discurso Direto e Indireto

Fichas:

Exercícios online:

Anúncios

Sobre José Xavier

Profesor de portugués nativo y licenciado en filología portuguesa
Esta entrada foi publicada em Discurso Direto e Indireto com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s